Home / Sociedade / Política / Governo responde ao PCP sobre a supressão de comboios na Linha do Algarve

Governo responde ao PCP sobre a supressão de comboios na Linha do Algarve

O Governo diz que tem “em curso um processo de ampliação e renovação de parque de material circulante da CP” destinado a corrigir a supressão de comboios na Linha do Algarve, uma situação que se deve “maioritariamente a avarias de material circulante”.
Segundo o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas de Portugal, “até à entrada ao serviço do novo material, a CP continua a operar com o parque existente “ sendo que “ a EMEF está a desenvolver todos os esforços no sentido de assegurar os melhores índices de disponibilidade do parque existente. Como tal, está prevista a contratação de mais recursos humanos para a empresa, dos quais 102 estão em processo de contratação e 40 que se encontravam em situação de precariedade, já não saem da empresa.”
O ministério informa ainda que “em 2017 foram contratados pela CP cerca de 42 trabalhadores para a operação ferroviária, para dar sequência ao reforço e rejuvenescimento da base de efetivos da empresa.”

Esta resposta foi dada ao PCP que em dezembro de 2017, através do deputado do Algarve, Paulo Sá, questionou o Governo sobre atrasos e supressões de comboios na Linha do Algarve, apontando a situação vivida entre os dias 23 de novembro e 6 de dezembro do ano passado, altura em que foram suprimidos “33 comboios regionais”.

O PCP chama ainda a atenção para um conjunto de outros problemas “que carecem de resolução urgente”, designadamente a melhoria do material circulante e defende que essa intervenção seja ainda realizada antes da eletrificação da Linha do Algarve, cuja conclusão está prevista para 2021.

Veja Também

Biblioteca Municipal de Silves divulga programação de novembro

Durante o mês de novembro a Biblioteca Municipal de Silves (BMS) prosseguirá com a sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *