Home / Algarve / 365 Algarve arranca em outubro com mais de 400 iniciativas culturais

365 Algarve arranca em outubro com mais de 400 iniciativas culturais

A terceira edição do programa “365 Algarve” arranca a 4 de Outubro com uma programação que inclui mais de 400 iniciativas culturais para dinamizar o turismo na época baixa,.
No concelho de Silves, destaca-se a realização de mais uma edição de “Jazz nas Adegas” que este ano triplica o número de sessões e conta com a participação de mais produtores. O primeiro espetáculo será no dia 12 de outubro e o último a 25 de maio.

Em comunicado, o Governo salienta que, ao longo de oito meses, até maio de 2019, serão apresentados mais de uma centena de concertos, 52 espetáculos de teatro, 93 eventos e visitas ao património cultural, numa iniciativa que este ano decorre sob o tema das viagens.

Os eventos, em áreas como a música, o teatro, o novo circo e as artes de rua, literatura, cinema, exposições ou dança, entre outros, “são diferenciadores e complementares à oferta já existente”, permitindo experiências “enriquecedoras” a quem reside ou se encontra de férias na região.

“O 365Algarve tem como objectivo melhorar a experiência turística e a atractividade em todos os municípios da região do Algarve entre Outubro e Maio de 2019, atenuando a sazonalidade nesta região através de uma programação cultural de qualidade, que é construída em exclusivo a partir das propostas do tecido artístico local”, realça o Governo.

O concerto de abertura contará com os algarvios João Frade e Sara Afonso e a participação especial de Moçoilas e Ana Bacalhau, ao som do acordeão.

O programa é financiado em 1,5 milhões de euros pelo Turismo de Portugal e operacionalizado pela Região de Turismo do Algarve e pela Associação de Turismo do Algarve.

Nos últimos dois anos, o “365 Algarve” já promoveu 1.151 iniciativas e apoiou 89 projectos, a que assistiram 275 mil pessoas, num investimento global de três milhões de euros.
Em média, a oferta cultural totaliza 50 eventos por mês durante os oito meses de programa, percorrendo toda a região do Algarve e atraindo público às zonas mais periféricas e interiores.

Veja Também

Transferência de competências – Opinião do BE, PSD, PS e CDU 

A Câmara Municipal e a Assembleia Municipal de Silves recusaram aceitar a transferência de competências …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *