Home / Concelho / Protestos contra o encerramento da Direção Ferroviária de Tunes, onde vai nascer uma unidade hoteleira

Protestos contra o encerramento da Direção Ferroviária de Tunes, onde vai nascer uma unidade hoteleira

A Direção Ferroviária de Tunes, a 3ª mais importante a sul do país, foi encerrada no dia 17 de setembro, transferindo para Faro os seus 25 trabalhadores. As instalações que ficaram desocupadas irão receber uma unidade hoteleira.

Esta é uma situação que terá apanhado os trabalhadores de surpresa e está a originar vários protestos. Em Tunes está a correr um abaixo-assinado e também a Câmara Municipal de Silves já tomou posição, questionando esta transferência.
Segundo o Terra Ruiva apurou, a Comissão de Trabalhadores da Infraestruturas de Portugal (IP) solicitou uma reunião ao executivo da Câmara Municipal de Silves para lhe dar conta desta situação. Segundo esta Comissão, a transferência dos 25 trabalhadores não foi sujeita “ a negociação prévia”, sendo que 8 dos funcionários terão pedido “expressamente para continuar em Tunes”.
Já a Câmara Municipal entende não concordar “com a extinção da Direção Ferroviária de Tunes, situada num importante local estratégico e interface, com enorme volume de passageiros e atividade ferroviária numa terra com longa história e tradições no campo da ferrovia”.
Para a autarquia, esta medida, a concretizar-se, promove, mais uma vez, a “concentração e centralização das atividades e investimentos na estreita faixa do litoral e nos principais centros urbanos”.

Em resposta à autarquia de Silves, a Infraestruturas de Portugal considera que a transferência dos trabalhadores de Tunes para a cidade de Faro é uma “medida que melhora a operacionalidade da empresa, fortalece a coesão das equipas e beneficia a maioria dos trabalhadores envolvidos”.
Sobre os 8 funcionários que pediram para continuar em Tunes, diz a IP que teve o cuidado de “acautelar atempadamente uma solução” que permite aos mesmos manter-se em Tunes, “noutras instalações” que também recebem as equipas operacionais da IP ligadas à manutenção das infraestruturas ferroviárias que se encontravam sediadas em Tunes e que aí se mantiveram.
Já as instalações agora desocupadas, após a transferência dos trabalhadores, “estão a ser objeto de negociação para subconcessão de uma unidade hoteleira, com investimento privado”, acrescenta a IP. Um investimento, adianta, que “contribuirá decisivamente para incrementar a dinamização de atividades turísticas, económicas e sociais na freguesia de Tunes”, com “efeitos benéficos” para o Município de Silves.

Abaixo- assinado
Entretanto, em Tunes, está a circular um abaixo-assinado protestando contra a decisão “de transferir a Direção Ferroviária de Tunes para Faro (a 3.ª mais importante a sul do Tejo), deslocando 25 trabalhadores e criando problemas sérios às respetivas famílias” e exigindo que a mesma seja corrigida no imediato.
“Discordamos e rejeitamos liminarmente a medida por ser lesiva dos legítimos interesses da Vila de Tunes, do concelho de Silves e do Desenvolvimento Regional que contraria a proclamada política governamental de combate à desertificação e abandono do interior e à centralização dos investimentos e das atividades nos maiores centros urbanos.
Não compreendemos nem aceitamos que a Vila de Tunes, terra com longa história e tradições no campo da ferrovia, situando-se num local estratégico com importante interface, dispondo de Estação de Caminhos-de-Ferro que movimenta enorme volume de passageiros e desenvolve relevante atividade ferroviária, dispondo de espaços próprios, suficientes e condignos, seja preterida e secundarizada, tentando-se mais uma vez promover a centralização e segundo julgamos saber também os interesses imobiliários numa lógica em todo contrária à coesão social e territorial dos concelhos do interior e do Algarve.”, acrescenta o documento.

Tribuna Pública
Numa reação a estes acontecimentos, o PCP organiza no sábado, dia 29 de setembro, às 11h, uma Tribuna Pública, no Largo da Estação, em Tunes.
A ação conta com as presenças de Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamento Europeu, e de Paulo Sá, deputado do PCP na Assembleia da República.
“Contra a retirada dos serviços ferroviários à estação de Tunes” é o lema desta tribuna.

Veja Também

Plano de Pormenor de Pêra Sul avança

Foi assinado, no dia 27 de novembro, o contrato de planeamento para a elaboração do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *