Home / Economia & Emprego / Economia / Proibida a caça nas zonas afetadas pelo incêndio de agosto

Proibida a caça nas zonas afetadas pelo incêndio de agosto

A partir de ontem (dia 21 de setembro) e até ao final da época venatória 2018/2019 está proibida a caça na área dos concelhos de Monchique, Silves, Portimão e Odemira que foi atingida pelo grande incêndio de agosto. A exceção é a caça ao javali.
Na portaria publicada pelo Governo, estabelece-se esta proibição como forma de restabelecer as populações de espécies cinegéticas que foram afetadas pelo incêndio. Esta proibição estende-se não só aos terrenos situados no interior do perímetro da área afetada pelo fogo, como também a uma faixa de proteção de 250 metros envolventes.

No entanto, o Governo decidiu permitir a caça ao javali, por processo de espera, uma vez que se trata de uma espécie com um elevado número de efetivos, pelo que é necessário aplicar “medidas de gestão que adaptem o número de indivíduos aos recursos existentes”.
Para minimizar o impacto económico desta medida sobre as entidades concessionárias de zonas de caça nestes locais, o Governo decidiu que as mesmas ficam isentas, em 2019, do pagamento da taxa anual de manutenção da concessão.

Veja Também

Plano de Pormenor do Ribeiro Meirinho está a avançar

Reforçar a área disponível para a instalação de atividades económicas é o principal objetivo do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *