Home / Vida / Pessoas / Núcleo Refood Algoz-Tunes encerra por falta de voluntários

Núcleo Refood Algoz-Tunes encerra por falta de voluntários

O Núcleo Re-food Algoz-Tunes comunicou o “encerramento temporário” das suas atividades, uma medida tomada devido principalmente à “falta de voluntários”.

Criado em 2014, este núcleo do movimento Refoof, que recolhe alimentos em supermercados, restaurantes, cafés e outros estabelecimentos para os distribuir por famílias necessitadas, há algum tempo que se vinha debatendo com o pouco número de voluntários, aos quais se pedia 2 horas por semana. A falta de voluntários, e a consequente sobrecarga para os existentes, vinha fazendo com que a estrutura de Algoz-Tunes fizesse, no passado recente, vários apelos à participação, para evitar o encerramento que agora se anuncia.

Em comunicado, esta estrutura afirma que: “É com pesar que vimos a público oficializar o encerramento temporário das nossas atividades. Infelizmente, a falta de voluntários e as dificuldades administrativas impedem-nos de continuar a servir a comunidade de Algoz-Tunes durante os próximos meses, sendo que os atuais membros já não conseguem salvaguardar as responsabilidades de mobilização social e não há mais pessoas disponíveis a quem possamos transferir as obrigações do voluntariado e de gestão do núcleo. Aprendemos que um núcleo Re-food precisa de mais voluntários do que aqueles que temos disponíveis na nossa comunidade local”.

Afirma ainda que “no outono” será promovida uma “reunião sementeira em Albufeira” para mobilizar voluntários para formar aí um novo centro. É a partir deste novo centro “servindo como base central” que se verá a possibilidade de “reativar o serviço na Algoz-Tunes – como um polo de recolha e distribuição do novo núcleo em Albufeira.”

No seu comunicado, os atuais dirigentes agradecem a colaboração de quem os ajudou “ a ajudar em Algoz-Tunes”.
“Fechamos este ciclo com a esperança de abrir um novo e mais sustentável ciclo em breve, mas também com reconhecimento e alegria pelo tempo vivido nos últimos 4 anos de atividades intensas e produtivas facilitadas pelas parcerias com a Câmara, a Junta e tantos outros parceiros, mais do que conseguimos aqui nomear. Temos orgulho dessa história construída com perseverança, comprometimento e dedicação. Aprendemos muito com o voluntariado, a solidariedade e o saber que fizemos a diferença.”
“Esperamos que o espírito Re-food se mantenha vivo no coração dos nossos parceiros e apoiantes enquanto trabalhamos para construir um futuro mais sustentável. Queremos acreditar que o espírito de solidariedade que vimos tantas vezes fortalecido e rejuvenescido pelos nossos voluntários continue forte e a iluminar mais vidas e a abrir caminho para uma sociedade mais justa, solidária e livre de preconceitos. Que se mantenha a vontade de ajudar, e que mais núcleos continuem o incrível trabalho feito pela Re-food por todo o país. Que a Re-food continue a ser feita de todos nós, e que a força dessa ideia continue a mover novas iniciativas e novas aventuras focadas no bem-estar de toda a comunidade. Porque nós somos o outro e o outro deve sempre fazer parte de nós.”

“Até à próxima aventura e obrigada por todo o apoio, carinho e luz.” – assim termina o comunicado assinado pela equipa de gestores da Re-food Algoz-Tunes.

Veja Também

APAV assinala Dia Internacional da Pessoa Idosa lembrando que violência está a aumentar

A APAV associa-se, uma vez mais, à iniciativa anual do Dia Internacional da Pessoa Idosa,  …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *