Home / Concelho / Ofertórios das missas para apoiar vítimas do incêndio de Monchique e Silves

Ofertórios das missas para apoiar vítimas do incêndio de Monchique e Silves

A Diocese do Algarve anunciou que os ofertórios das missas dos dias 18 e 19 de agosto destinar-se-ão a apoiar vítimas carenciadas do incêndio nos concelhos de Monchique, Silves e Portimão.

Visita do Bispo do Algarve a Monchique / Foto de Samuel Mendonça

“Estou certo de que esta decisão corresponde ao sentir, não só do povo cristão algarvio, mas também de quantos nos visitam em tempo de férias e têm acompanhado, com sentimentos de grande solidariedade, o sofrimento dos mais diretamente atingidos por este incêndio de proporções tão devastadoras”, afirmou o Bispo do Algarve.

“O valor angariado nestes peditórios será gerido unicamente pela Cáritas da Diocese do Algarve, juntando-se a verba disponibilizada pela Cáritas Portuguesa e por outras Cáritas Diocesanas. Todos os donativos deverão ser feitos através do IBAN PT50 0010 0000 2271 5720 1085 0, conta da Caritas da Diocese do Algarve exclusividade destinada à ajudar as vitimas do incêndio que afectou os concelhos de Monchique, Silves e Portimão. O valor angariado servirá para fins que os programas do Estado e outros oficiais não contemplem, tendo como destinatários os mais necessitados destas áreas assoladas pelos fogos, complementando, assim, a ajuda que virá de fundos oficiais.

O programa ‘Porta de Entrada’, por exemplo, criado pelo Estado depois do incêndio de Pedrógão, não contempla nas suas rúbricas de apoio os equipamentos para as casas destruídas e essa poderá ser uma das ações promovidas pela Cáritas com as verbas que estiverem disponíveis.

Carlos Oliveira, Presidente da Caritas algarvia disse ter comunicado à Câmara Municipal de Monchique a disponibilidade para «atuar imediatamente» sem «formalismos e burocracia», tal como aconteceu nos fogos de 2003, após os quais ajudaram na reconstrução de 12 casas no concelho de Monchique e uma no de Portimão. Eletrodomésticos, mobiliário, equipamentos de rega, alfaias agrícolas e colmeias também poderão constar dos apoios garantidos por esta instituição da Igreja Católica, como forma de apoiar o renascimento económico e o esforço de quantos necessitarão de retomar as suas atividades profissionais”, informa a Diocese.

Veja Também

Obras de Centro Histórico de Silves levam a cortes de trânsito

A Câmara Municipal de Silves informa que devido aos trabalhos de escavação, ligação de ramais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *