Home / Concelho / Situação mais estável mas ainda incerta, com forte reacendimento

Situação mais estável mas ainda incerta, com forte reacendimento

De um momento para o outro, tudo muda. Enquanto escrevíamos esta notícia, sobre a situação bem mais tranquila que se vivia hoje de manhã na cidade de Silves e nos sítios da Pereira, Pinheiro e Garrado, demos conta que uma grande coluna de fumo se adensava cada vez mais, um possível reacendimento que já está a ser combatido por um helicóptero. O fumo caminha a toda a velocidade em direção a São Bartolomeu de Messines, mas não conseguimos de momento saber em que ponto se encontra o fogo, o que faremos assim que seja possível. 

 

Vista a partir de Messines, às 14h14

Nestas duas fotos , é possível ver a progressão da coluna de fumo, em menos de meia hora.

Vista de Messines, às 14h40, sendo visível o helicóptero

De facto, hoje durante a manhã o fogo continuava ativo na freguesia de Silves, embora a situação fosse um pouco mais calma do que ontem. Ontem à noite houve necessidade de retirar populares das suas habitações em Pinheiro e Garrado, por precaução e principalmente devido à existência de muito fumo.

Hoje de manhã, o Terra Ruiva deslocou-se às zonas mais afetadas, nomeadamente Pereira, Pinheiro e Garrado, onde era visível a atividade de meios aéros nestas zonas. Ao final da manhã a situação era mais calma, sendo que essa a principal mensagem transmitida por Patrícia Gaspar, 2º Comandante Operacional Nacional, a pessoa que agora comanda as operações, após o afastamento dos comandantes distritais.

Essa perceção, de que o fogo teria acalmado, era aliás notória para qualquer pessoa, vendo a cidade de Silves praticamente liberta de fumo, quando ontem estava envolta numa mancha cinzenta. Também as enormes nuvens de fumo que ontem se viam, saindo por detrás da serra, se encontram hoje muito mais soltas e claras.

Vista de Silves, hoje de manhã. Foto de Bruno Gonçalves

No entanto, a Proteção Civil já chamou a atenção para a possibilidade desta situação de acalmia se poder alterar, nomeadamente devido aos reacendimentos, alimentados pelo vento forte que continua a soprar. Para evitar que isso aconteça, continuam no terreno uma quantidade impressionante de meios, e especificamente brigadas de bombeiros que estão colocadas em pontos estratégicos, como vimos junto ao Enxerim.

Um desses reacendimentos estará agora bem forte, como foi dito no início deste artigo. Iremos continuar a acompanhar a situação.

 

Veja Também

Juntas de Freguesia com novos equipamentos

A Junta de Freguesia de São Bartolomeu de Messines tem duas novas viaturas, entregues pela …

Um Comentário

  1. O que se passa com os helis sem retardante de fogo ?
    Os fundos nao deram pra isso ??….ou os fogos nao pra apagar!!???.O Comandante nao “pia” a esse respeito !!??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *