Home / Economia & Emprego / Economia / Deputado do PCP no Parlamento Europeu reúne com produtores biológicos de Silves

Deputado do PCP no Parlamento Europeu reúne com produtores biológicos de Silves

Miguel Viegas, deputado do PCP no Parlamentos Europeu esteve este fim de semana nos concelhos de Silves e Portimão onde contactou com vários produtores de agricultura biológica.

Estes contactos foram desenvolvidos pelo deputado tendo em conta que o Parlamento Europeu aprovou recentemente um novo regulamento de produção biológico que contou com o contributo de Miguel Viegas que é membro da Comissão Parlamentar de agricultura e desenvolvimento rural do Parlamento Europeu.

Em nota de imprensa, o PCP defende que ” a região do Algarve possui condições óptimas para a produção biológica. Por outro lado, e tendo em conta a falta de oferta, importam-se diariamente enormes quantidades de produtos biológicos. Ou seja, temos aqui grandes potencialidades para o desenvolvimento desta atividade, que poderia crescer muito mais se houvessem políticas adequadas por parte do governo e do ministério da agricultura.

Faltam técnicos especializados ao nível da direção regional que poderiam estimular a instalação de jovens agricultores.

Faltam também verbas uma vez que as linhas dos apoios do PDR se encontram esgotadas desde 2015.

Falta igualmente uma grande campanha de sensibilização da população para os benefícios do consumo de produtos biológicos, não só para a saúde humana mas também para o meio ambiente. Finalmente, é necessário criar mecanismos de apoio ao associativismo, viabilizando estruturas de concentração, tratamento e comercialização que possam trazer escala a um setor caracterizado por pequenas explorações.”

“Os deputados no Parlamento Europeu tem defendido uma Política Agrícola Comum assente na pequena e média exploração e em práticas menos intensivas e cada vez menos dependentes de insumos sintéticos. Neste sentido, importa melhorar os apoios à produção biológica para que jovens se possam instalar e contribuir assim para um desenvolvimento regional que seja sustentável a médio e longo prazo.”

Veja Também

Freguesias recebem 2ª ronda do Orçamento Participativo

Decorre de 15 a 25 de outubro, a 2.ª ronda de reuniões do Orçamento Participativo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *