Home / Algarve / Algarve com mais 6,5 milhões para investigação científica e tecnológica

Algarve com mais 6,5 milhões para investigação científica e tecnológica

O processo de comunicação dos resultados do concurso de 2017 de projetos de I&D em todos os domínios científicos (Aviso 02/SAICT/2017) está concluído, traduzindo-se na atribuição de 375 milhões de euros, dos quais 6,5 milhões de euros para 49 projetos envolvendo entidades do Algarve, que resultam do financiamento conjunto da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), do COMPETE2020 e do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020, anuncia a CCDR Algarve.

«Trata-se do maior financiamento alguma vez atribuído em concursos de projetos de I&D em Portugal, um valor cerca de três vezes superior ao montante global envolvido no último concurso lançado pela FCT, em 2014, sendo que todos os proponentes já foram notificados pelas diversas Autoridades de Gestão envolvidas e/ou pela FCT (quando aplicável).

Neste concurso de 2017 foram submetidas 4593 candidaturas, a nível nacional, em conformidade com os termos do aviso de abertura de concurso. As candidaturas foram distribuídas por 33 painéis de avaliação, de acordo com a respetiva área científica, sendo 1618 os projetos recomendados para financiamento em todas as áreas do conhecimento.

No caso concreto do Algarve, foram apresentadas 173 candidaturas sendo aprovado o financiamento de 49 projetos, submetidos pelo Centro Ciência Viva do Algarve, Centro de Ciências do Mar do Algarve, Instituto Português do Mar e da Atmosfera e Universidade do Algarve, que beneficiam de um incentivo do CRESC ALGARVE 2020 no valor 1,8 milhões de euros«.

O presidente da CCDR Algarve, Francisco Serra, sublinha que “já foram aprovados projetos de investimento no valor global de 16 milhões de euros, em infraestruturas e investigação na área das ciências, com financiamentos de 8,8 milhões de euros, desde o arranque do CRESC Algarve 2020”.

Complementarmente, “está em avaliação um pacote de candidaturas nos domínios abrangidos pela Conselho de Inovação da Região do Algarve (CIRA) – Turismo, Smarts Grids e TIC’s – Projeto Região inteligente Algarve (RIA), com uma dotação de 1,5 milhões de euros para financiamento, e foi lançado um aviso-convite para a criação do Polo Tecnológico do Algarve, um projeto que pretende agrupar competências destinadas ao desenvolvimento tecnológico e à inovação de setores de atividade económica com expressão consolidada ou emergente na região”, com uma dotação orçamental inicial de 3,8 milhões de euros.

Veja Também

Plano de Pormenor do Ribeiro Meirinho está a avançar

Reforçar a área disponível para a instalação de atividades económicas é o principal objetivo do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *