PS e PCP pressionam para que Messines receba o novo estabelecimento prisional do Algarve

Deputados do PS e do PCP recomendaram ao Governo que decida favoravelmente à construção do novo estabelecimento prisional do Algarve, na freguesia de São Bartolomeu de Messines.
Ambos os partidos defendem que essa construção deve ser prioritária e que deve avançar quanto antes.

Nas exposições apresentadas ao Governo, os deputados do PS e do PCP baseiam-se no plano de ação para o sistema prisional que este pretende executar nos próximos 10 anos e que inclui a construção de um novo estabelecimento prisional na região do Algarve, além de alterações nos estabelecimentos já existentes.
No que se refere à construção do novo estabelecimento, PS e PCP defendem a sua construção no terreno que foi expropriado para esse fim, nos finais dos anos 80 do século passado, perto da Portela de Messines.
A construção de um novo estabelecimento prisional na região do Algarve justiça-se com a existência de um “défice de alojamento de 512 lugares masculinos e de 47 femininos”.

Já o terreno na Portela de Messines é considerado adequado, com área suficiente e boas acessibilidades.
Os deputados do PS e do PCP consideram também positiva a ideia de reconversão da prisão de Silves no novo Centro Educativo do Algarve, para o acolhimento de jovens em situação de tutela educativa, o que iria dotar a região de um equipamento inexistente a sul do Tejo.

A concretizar-se a construção do novo estabelecimento prisional do Algarve, tal como está concebido, o mesmo terá uma lotação para 600 reclusos e implicará um investimento na ordem dos 72 milhões de euros e a readaptação do Estabelecimento Prisional de Silves a Centro Educativo do Algarve está orçada em cerca de 1,7 milhões de euros.

“Pela importância das necessidades específicas de lotação apontadas pelo relatório na região do Algarve e valorizando o quadro de investimento público, realizado de forma descentralizada, e o seu relevante impacto na criação de emprego e no desenvolvimento da região, deve o Governo, na programação do investimento para novas prisões – que perfaz um total de cerca de 252 milhões de euros –, conferir prioridade à construção do novo estabelecimento prisional do Algarve”, defendem os deputados do PS.

Já os deputados do PCP defendem que o Governo “ acelere o processo de construção do novo estabelecimento prisional do Algarve, localizando-o na freguesia de São Bartolomeu de Messines, no terreno adquirido pelo Estado para esse efeito nos finais da década de 80 do século passado; Pondere a possibilidade de dotar o novo estabelecimento prisional do Algarve de uma ala feminina, em vez de reconverter o Estabelecimento Prisional de Olhão em estabelecimento feminino.”

Veja Também

Câmara de Silves investe nos recreios das escolas do 1º ciclo

As escolas do 1º ciclo de Tunes, Amorosa, Armação de Pêra e São Marcos da …

Um Comentário

  1. De facto o que os messinensses precisam é desse esterco á porta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *