Home / Concelho / Pela reparação do IC 1, Utentes realizaram Marcha Lenta

Pela reparação do IC 1, Utentes realizaram Marcha Lenta

O estado de degradação do Itinerário Complementar (IC) 1, no troço do Algarve, e em particular no que liga São Bartolomeu de Messines a Albufeira, foi o motivo do protesto organizado pelo Movimento de Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) em conjunto com a Comissão de Utentes do Itinerário Complementar IC1.
Ao protesto, que decorreu no dia 2 de junho, juntaram-se cerca de duas dezenas de viaturas e algumas motas que se deslocaram em marcha lenta até Vale Paraíso, no concelho de Albufeira.
Na concentração, antes de se iniciar a marcha, Bruno Luz, representante do MUSP, tomou a palavra para explicar as razões desta ação. A seguir, Carla Benedito, leu uma Moção com o título “Pela Reparação urgente do Itinerário Complementar IC1”, a qual foi aprovada por unanimidade pelos presentes.

Carla Benedito leu a moção aprovada pelos presentes

“São hoje notórias e reconhecidas as péssimas condições de circulação que afetam o IC 1, no seu troço que percorre o Algarve” e é “inadmissível a ausência de qualquer manutenção nesta estrada, que no Algarve serve São Bartolomeu de Messines, até entroncar na Via do Infante ( atualmente com portagens), na Guia Albufeira”.
No documento salienta-se que este é um percurso “por onde centenas de pessoas se deslocam todos os dias, número que se multiplica consideravelmente nos meses de verão”, não esquecendo “a particular situação dos motociclos, mais vulneráveis no que diz respeito à degradação do piso”.
Para os utentes do IC1, é preciso não “ignorar que os objetivos alcançados”, relativamente ao défice e ao seu cumprimento, “têm-no sido à custa do investimento nas infraestruturas e serviços públicos”, enquanto outros números, como os da segurança rodoviária “continuam negativos”.
Assim, foi exigido que “o troço do IC1 Que passa pelo Algarve não fique esquecido e possa ser intervencionado de modo urgente, de modo a garantir a segurança dos seus utentes e efetivando-se o seu direito de circular numa infraestrutura rodoviária com qualidade e segurança”. Esta moção será enviada aos órgãos do poder local, ao Governo e Grupos Parlamentares da Assembleia da República.

O início da concentração, em Messines

Veja Também

Depois de uma tarde muito dura, Silves prepara-se para uma noite de inquietação

As imagens do pânico que se viveu esta tarde no Enxerim, às portas de Silves, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *