Home / Sociedade / Educação / Numas chove, noutras falta equipamento e pessoal, diz o PCP depois de visita a escolas do concelho

Numas chove, noutras falta equipamento e pessoal, diz o PCP depois de visita a escolas do concelho

EB 2,3 Garcia Domingues tem vários problemas

Uma delegação do PCP visitou várias escolas do Concelho de Silves, do Agrupamento de Escolas de Silves e do Agrupamento de Escolas Silves Sul, detetando vários problemas para os quais exige a intervenção do Governo.
A delegação, que integrava o deputado Paulo Sá, eleito pelo Algarve, começou por vistar a Escola Secundária de Silves, a EB 2,3 Dr. Garcia Domingues e a EB 1 nº 1 de Silves, tendo-se inteirado dos problemas aí existentes.

Na Escola Secundária verifica-se que a bancada retrátil que estava prevista no Auditório, no âmbito das obras levadas a cabo pela Parque Escolar, não chegou a ser adquirida, “pelo que o Auditório continua por concluir”.

 

Na EB 2,3 Dr. Garcia Domingues “a cobertura está muito danificada, pelo que chove em vários espaços deste estabelecimento de ensino; o equipamento na cozinha está obsoleto; a caixilharia de alumínio (portas e janelas) está degradada; o piso dos espaços desportivos exteriores (de cimento e de alcatrão e gravilha) é altamente abrasivo, sujeitando os alunos, em caso de queda, a golpes, escoriações e queimaduras de abrasão.”

Um problema semelhante ao que se encontra nas escolas EB 2,3 Dr. António Contreiras, em Armação de Pêra, e na EB 2,3 do Algoz, “sendo necessário proceder à sua repavimentação com material adequado à prática desportiva”.
A delegação do PCP encontrou também, nestas duas escolas, cozinhas com equipamento “obsoleto” e verificou que na EB 2,3 Dr. António da Costa Contreiras “o refeitório, que serve 300 alunos desta escola e 200 da EB1 de Armação de Pêra precisa de ser ampliado”.

Já na EB 2,3 do Algoz, diz o PCP que “chove nalguns espaços da escola, sendo urgente a substituição integral da cobertura”.
Há ainda uma referência à situação dos cerca de 250 computadores do Agrupamento de Escolas de Silves Sul que “já são muito antigos, com mais de 10 anos, e se encontram obsoletos”.

Falta de pessoal
No que se refere à falta de pessoal especializado, esta visita também detetou várias falhas: “o Agrupamento de Escolas de Silves dispõe apenas de um psicólogo”, e o Agrupamento de Escolas Silves Sul tem falta de psicólogos e de professores do ensino especial, o que é mais grave pois este “Agrupamento tem 1700 alunos – dos quais 111 com necessidades educativas especiais – e uma Unidade de Ensino Estruturado para a Educação de Alunos com Perturbações do Espetro do Autismo (na Escola EB2,3 de Algoz, a que está associada uma sala Snoezelen, e na Escola EB1 de Armação de Pêra).”
Assim, o PCP apresentou na Assembleia da República, dois requerimentos dirigidos ao Ministério da Educação, dando conta dos problemas detetados e exigindo a intervenção do Governo para a sua resolução.

Veja Também

Assembleia Concelhia de Silves do PCP faz balanço e traça metas para a atividade do partido

No dia 16 de junho, realizou-se a 7ª Assembleia da Organização Concelhia do PCP de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *