Home / Concelho / Mais de 160 viaturas na Marcha Lenta para a Requalificação da EN 124

Mais de 160 viaturas na Marcha Lenta para a Requalificação da EN 124

Mais de 160 automóveis e cerca de duas dezenas de motas participaram na Marcha Lenta para a Requalificação da EN 124, no troço entre Silves e Porto de Lagos que se realizou no sábado à tarde, dia 14 de abril.
A Marcha Lenta que foi organizada pela Comissão de Utentes da EN 124, além do apoio de centenas de cidadãos, contou com a participação de vários autarcas, nomeadamente do executivo permanente da Câmara de Silves, Mário Godinho, Maxime Sousa Bispo e Luís Conduto Luís,  do presidente da Assembleia Municipal de Silves, Vítor Rodrigues e do presidente da Junta de Freguesia de Silves, Tito Coelho. Esteve também presente o deputado algarvio do PCP, Paulo Sá, bem como o vereador não executivo da Câmara de Silves, José Pedro Soares.
A iniciativa teve início por volta das 15h, junto às Piscinas Municipais, com um conjunto de intervenções. A primeira esteve a cargo de João Varela Santos, em nome da Comissão de Utentes, que sublinhou a necessidade da requalificação da EN 124, na sua qualidade de via importante para a mobilidade dos cidadãos de Silves e dos concelhos vizinhos.
Uma ideia que foi reforçada pela vereadora Luís Conduto Luís que exigiu que o Governo olhe para o interior do Algarve da mesma forma que olha para o litoral, dizendo ainda que os residentes na região não podem ser tratados com menos consideração do que os turistas. A vereadora da Câmara de Silves lembrou que a EN 124 serve quatro concelhos pelo que deve ser considerada uma via prioritária e enumerou as várias diligências que a autarquia tem efetuado junto do Governo para ver concretizada a requalificação da estrada, embora todas sem sucesso. Em março, os maiores buracos da estrada foram tapadas, numa intervenção que Luísa Conduto Luís considerou muito insuficiente pelo que apelou à luta da população para que estrada seja requalificada.
No mesmo sentido foram as curtas intervenções de Tito Coelho e de Vítor Rodrigues sendo que este dirigiu uma especial palavra de saudação aos motards presentes, considerando que a EN 124 se encontra particularmente perigosa para quem conduz um veículo de duas rodas. Ainda o deputado Paulo Sá lembrou que há dois anos o PCP apresentou um requerimento ao Governo sobre a situação da EN 124 tendo recebido a resposta de que a estrada seria arranjada, o que não aconteceu. Por este motivo, disse, o PCP irá intervir de novo neste sentido, na Assembleia da República.
Após estas intervenções, a caravana formou-se dentro do recinto do parque de estacionamento junto às Piscinas Municipais, dirigindo-se ao Porto de Lagos, em marcha lenta e com as buzinas a fazerem-se ouvir, acompanhada por viaturas da GNR.
Recorde-se que esta é a segunda Marcha Lenta realizada com o objetivo de exigir a requalificação da EN 124 no troço entre Silves e Porto de Lagos, sendo a anterior em março de 2016.
No entanto, a situação que se verificava nessa altura mantém-se sem alterações, isto é, aguarda-se que o referido troço que se encontra subconcessionado à empresa privada Rotas do Algarve Litoral (RAL) seja devolvido às Infraestruturas de Portugal para ser arranjado.
Entretanto, a enorme degradação desta estrada continua a colocar em perigo todos os que por lá circulam.

Veja Também

Freguesia de Silves já tem símbolos heráldicos

Os Símbolos Heráldicos da Freguesia de Silves, o brasão, bandeira e selo, foram apresentados publicamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *