Home / Sociedade / Cultura / As mais antigas receitas de batata-doce na Biblioteca Municipal

As mais antigas receitas de batata-doce na Biblioteca Municipal

O livro sobre “As mais antigas receitas de batata-doce nos livros de culinária dos séculos XVIII e XIX” será apresentado pelo investigador algarvio José António Martins, no dia 14, na Biblioteca Municipal de Silves.
A apresentação tem início às 15h30 e a entrada é livre.

Na sua obra, o investigador José António Martins dá a conhecer “a origem, a história e as mais antigas receitas de batata-doce datadas dos séculos XVIII e XIX”. 

“Desde a introdução na Europa, por via das explorações castelhanas na América do Sul, até à sua integração nos receituários europeus dos séculos XVIII e XIX, a batata é um dos tubérculos que mais revolucionou a alimentação humana e contribuiu para acabar com os ciclos de fome no continente europeu. Uma das variantes, a batata-doce (Ipomoea batatas) foi durante muitos anos apenas consumida pelas camadas mais pobres da população e, em paralelo, na alimentação animal. O hábito de consumo em larga escala, apenas remonta ao século XIX e primeira metade do século XX. A verdade é que acabou por enriquecer a gastronomia e a doçaria portuguesas e europeias”.
Constituído por oito dezenas de páginas, o livro dá a conhecer os textos originais das receitas, tanto na grafia, como na semântica utilizada nas diversas épocas.
Este livro surgiu na sequência de um convite que José António Martins recebeu, por parte da Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur para realizar o estudo “As Mais Antigas Receitas de Batata-doce nos livros de Culinária dos Séculos XVIII e XIX”.

Veja Também

Colóquio em Silves debate a “Convivência Cultural no Gharb Al-Andalus”

A “Convivência Cultural no Gharb Al-Andalus”, que refltete sobre “o comportamento das diferentes etnias e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *