Home / Vida / Pessoas / Tenho medo

Tenho medo

Não me pertences mas fazes parte de mim.
Vejo-te. Vejo-te com olhos de ver e garanto-te que ninguém te vê como eu te vejo. Reparo em tudo, desde os mais pequenos gestos até aos teus movimentos mais bruscos. E apaixonei-me por cada pequeno gesto que fazes.
Quero-te, não por não te ter, porque mesmo não te tendo já tenho medo de te perder. Sei que não devia e que, provavelmente, nem possuo esse direito pelo simples facto de não seres meu, mas a verdade é que esse medo está em mim.
Custa-me. Custa-me ver-te e não te tocar, falar sem conversar, desejar e não ter.

Tentando explicar o tal medo, por muito poucas que todas as palavras sejam, receio acordar um dia e saber que não sei quando te irei ver ou se acabará por acontecer, destrói-me saber que um dia posso acordar sem uma mensagem tua ou nem ter o teu número para te a poder mandar, consome-me o medo que alguém pode tirar-te a felicidade que eu tanto te quero dar. Mas o que mais me assusta é que poderei perder-te sem sequer chegar a ter-te…

Pondo de lado o medo de te perder, ainda vou a tempo de te ter?

 

Autor: Bárbara V. Palma

Natural de Portimão. Estudante de 16 anos do curso de línguas e humanidades, na Escola Secundária de Silves.
“Tenho 3 grandes paixões. A escrita, a fotografia e viajar. Um dos meus objetivos é unir essas 3 paixões num só amor.”

Veja Também

Ciclo de Conferências em Fisioterapia Respiratória, no Instituto Piaget de Silves

Um “Ciclo de Conferências em Fisioterapia Respiratória” irá decorrer no Instituto Piaget de Silves, nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *