Home / Vida / Psicologia / Livro da Vida… Capítulo 2018 – Episódio II

Livro da Vida… Capítulo 2018 – Episódio II

Com a chegada de Janeiro, primeiro mês do ano, abriu-se a primeira página deste novo capítulo – Episódio I. Deixei aos leitores a sugestão de o iniciar dedicando algum tempo à reflexão, fazendo o exercício de ler o seu livro para si próprio, numa viagem interna, por forma a apreciar as páginas escritas até ai. Nesta perspetiva, desenvolvemos um processo de aprendizagem, refletindo de forma genuína, sobre os bons e maus momentos, para assim podermos escrever novas páginas, partindo de um processo de transformação interna que promova uma atitude proactiva, por forma a sermos escritores e atores da nossa própria história. Tudo faz parte da nossa história e como diz o filósofo Soren Kierkegaard “A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás; mas só pode ser vivida olhando-se para a frente.”

Referi na edição anterior que temos à nossa disposição canetas, lápis, pinceis, … mas a mão que os agarra é a nossa e é ela que decide em última instância o que quer ou não escrever ou pintar, que cores quer usar. É importante, para caminhar sem pesos desnecessários, fechar os assuntos inacabados, pois a depressão vem da demasiada focalização no passado e a ansiedade da demasiada focalização no futuro. Resolver, fechar, compreender e aceitar o que não pode mudar, perceber o que pode mudar e depende de si e ai agir. Iniciamos assim, com emoções positivas este novo capítulo do nosso livro da vida, refletindo para a reconstrução em Janeiro.

“O tempo presente é o único no qual podemos reparar o passado e construir o futuro.”
Agostinho de Hipona (354-430)

Após um tempo de reflexão, chega um tempo de definição de novos objetivos, novas metas, novos sonhos; chega um tempo de definir um plano de ação para que este seja um ano de concretizações. Lancei na primeira edição deste novo ano o desafio “Este ano VOU FAZER…” O que vai então começar por fazer? Qual vai ser o seu desafio?
Continuamos em fevereiro com emoções positivas: é o mês da alegria e tolerância que nos chegam em força nos festejos de Carnaval; é o mês de paixão que invade os olhares dos namorados. O que vai fazer para trazer mais alegria à sua vida?

“A alegria é a pedra filosofal que tudo converte em ouro.”
Benjamim Franklin
Como vai trabalhar os seus relacionamentos para que, no que depender de si, a paixão se transforme em cumplicidade e partilha para a vida?
“O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.”
Mário Quintana

Aqui vos deixo duas sugestões de dois bons desafios, não esquecendo que… o ponto de partida é em primeiro lugar assumir o compromisso consigo próprio, pois o futuro começa na construção positiva do presente e isso só é possível se lutarmos por ele, assumindo os erros, ganhando coragem, enfrentando os medos, construindo melhores pilares e escolhendo livremente a nossa palete de cores.

“Para Deus só existe o Tempo Presente. Para nós Seres Humanos existe: Presente, Passado e Futuro. Por isso Vivo o Presente – Hoje – como o Último dia do meu Passado e o Primeiro dia do meu Futuro.”
Ary Sousa – in Ser Namastê

Veja Também

Médicos pedem cuidado com a saúde do coração nas férias

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) está a promover uma campanha de sensibilização para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *