Home / Economia & Emprego / Economia / Os 12 desejos da DECO para 2018

Os 12 desejos da DECO para 2018

Ao entrar em 2018, a DECO espera que todos os consumidores portugueses sintam que os seus direitos estão a ser cumpridos e os seus interesses económicos e sociais respeitados.

A DECO deseja que todos os cidadãos vejam os seus direitos mais protegidos em áreas essenciais da vida de todos, como sejam os serviços públicos, a mobilidade e habitação, a saúde, a banca e serviços financeiros, a alimentação e o bem-estar.

Conheça a nossa lista de 12 desejos para 2018:

1. A uma energia mais sustentável, com custos mais justos e adequados ao seu consumo e cuja fatura seja facilmente compreensível e comparável;

2. A um serviço de abastecimento de água, saneamento e resíduos, e que este seja contínuo, universal, justo e economicamente acessível;

3. A um serviço de comunicações com qualidade, e possam mudar de operador sem entraves;

4. A produtos e serviços, através da internet, com mais confiança, privacidade e segurança;

5. A uma rede de transportes públicos com melhor qualidade, maior eficiência e adequação às suas necessidades;

6. A uma habitação com melhores condições e não sejam penalizados pelo seu rendimento ou localização;

7. A um crédito mais responsável e ponderado por parte das empresas e que estas disponibilizem respostas adequadas, nas situações de endividamento;

8. A produtos e serviços financeiros mais regulados e adequados ao seu perfil, e não pagar comissões bancárias que não tenham justificação;

9. A um médico de família, ao agendamento das suas consultas e exames com mais eficácia e agilidade e acesso a cuidados continuados e paliativos;

10. A produtos alimentares mais saudáveis, com teores de sal, gordura e açúcar mais reduzidos;

11. A beneficiar de mais produtos e serviços e com melhores condições, sobretudo a partir dos 65 anos;

12. Ao Livro de Reclamações Eletrónico, sempre que compram qualquer bem ou contratam qualquer serviço.

Veja Também

Greve nos transportes rodoviários de passageiros

Para os dias 14 e 15 de junho está convocada uma greve no sector dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *