Home / Vida / Pessoas / Donativos de Silves para Oliveira de Frades

Donativos de Silves para Oliveira de Frades

Mobílias, loiças, roupas, alimentos e uma grande variedade de artigos seguiram no dia 25 de outubro para Oliveira de Frades, um dos concelhos fortemente atingidos pelos recentes incêndios.
Uma iniciativa que partiu de Cátia Santos e de um grupo de voluntários que pretende continuar a recolher ajuda para as pessoas afetadas.

Nesse dia de outubro, o Terra Ruiva foi convidado a deslocar-se a uma sala/armazém no quartel dos Bombeiros Voluntários de Silves, local cedido por esta instituição para recolher os artigos angariados.
Cátia Santos, a mentora deste movimento, contou-nos que tudo começou basicamente com uma conversa entre a própria e uma amiga de Lagoa. Ouvindo as notícias sentiram a necessidade de ajudar as pessoas em dificuldades, e logo a seguir aos fogos iniciaram um movimento de recolha de bens. Mas o que começou por ser uma ação de amigos ganhou uma dimensão tal que foi necessário procurar um armazém. No passa-palavra, uns foram dizendo aos outros e de vários locais aparecerem pessoas querendo contribuir, portugueses e estrangeiros.

Ana Jesus, uma das voluntárias, e Cátia Santos, a mentora (à direita)

No dia desta reportagem o resultado estava à vista: o armazém dos Bombeiros de Silves literalmente apilhado. E com pessoas ainda a aparecerem com ofertas, como testemunhamos.
Nesse dia a tarefa gigantesca que esperava os voluntários era a de conseguirem encaixar todas as coisas para serem transportadas. Uma tarefa que chocava logo com a dificuldade primária de não terem caixas em número suficiente. Contou Cátia Santos que não tinham tido sucesso com o pedido de caixas de cartão feito às superfícies comerciais da cidade…

Uma vez concluída essa “maratona”, nas palavras de Cátia Santos, as ofertas seriam recolhidas por um camião enviado pela Câmara Municipal de Oliveira de Frades. A acompanhar essa viagem, até ao seu final, estaria “um casal de Silves, que é de Oliveira de Frades e eles irão garantir que as coisas chegam ao seu destino. E há muitas coisas que saem daqui já com destinatário pois sabemos a situação concreta de muitas pessoas, do que precisam exatamente”, explicou.
Feito este primeiro envio, estes voluntários pretendem continuar esta missão, no quartel dos Bombeiros se for possível ou noutro local que esteja disponível, porque entendem que há muita gente a necessitar e muita gente disposta a ajudar.
Para evitar dúvidas, Cátia Santos avisa que não aceita donativos em dinheiro. Às pessoas que surgiram querendo deixar um donativo, foi-lhes pedido que adquirissem algo útil com essa verba.
Neste momento o que faz mais falta são artigos “para a casa, talheres, panelas, pequenos eletrodomésticos, tudo o que temos numa casa, mas vestuário não precisamos”.

Quem desejar contribuir, como voluntário ou com ofertas, pode contactar a Cátia Santos através do número: 939 788 010, ou dirigir-se ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Silves.
O destino das ajudas pode ser seguido através do Facebook, na página pessoal de Cátia Santos, ou na página “Vamos ajudar Viseu juntos somos mais fortes”.

Veja Também

Projeto FLAMINGO apoiado pelo Município de Silves

No âmbito do Projeto Flamingo, apoiado pelo Município de Silves, a APEXA – Associação de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *