Trabalhos arqueológicos no Castelo de Silves

Os mais recentes trabalhos arqueológicos no Palácio das Varandas, uma estrutura do século XI, existente no Castelo de Silves terminaram no dia 8 de setembro.

Esta intervenção” teve como objetivo retirar os estuques decorados existentes no local, tendo em vista a sua restauração e reconstituição gráfica para posterior estudo e musealização”, como informa a Câmara de Silves que apoia a realização destes trabalhos que têm estado a ser dirigidos  por Rosa Varela Gomes e Mário Varela Gomes, da Universidade Nova de Lisboa, com a participação de vários alunos desta instituição.

A autarquia recorda que «o projeto de musealização do Castelo de Silves no âmbito do programa Silves Polis colocou à vista, no sector sudeste e sob palácio almóada existente a nascente, fragmentos de estuques correspondentes a sectores de arcarias, decoradas através de incisões e de pintura, assim como porções de paredes, ornamentados com motivos de carácter epigráfico, fitomórfico e geométrico que estavam sobre pavimento do século XI.

Aliás, Silves é possuidora do maior conjunto de estuques decorados islâmicos existente em Portugal. Esse trabalho de exumação da totalidade destes testemunhos, que evitará o seu desaparecimento devido à sujeição às diversas condições climatéricas, tem vindo a ser executado ao longo dos últimos anos e tem permitido a recuperação de importantes peças.

É de referir que o palácio das Varandas de Silves, famoso no Ocidente Peninsular, foi mencionado na eloquente poesia “Evocação de Silves”, de Al-Mu’tamid, o rei poeta, onde o mesmo recorda, com saudade, os tempos de juventude passados neste palácio.»

Veja Também

6ª Mostra Papas de Milho em Silves

Os saberes tradicionais e os sabores típicos do xerém voltam a encher com o seu …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *