Home / Concelho / Guimarães foi o vencedor do “Município do Ano 2017”, Silves entre os nomeados

Guimarães foi o vencedor do “Município do Ano 2017”, Silves entre os nomeados

O galardão “Município do Ano 2017”, atribuído pela Universidade do Minho” a um município que se tivesse distinguido “por boas práticas”, foi entregue a Guimarães.
Já no que respeita à distinção “Município do Ano – Região Algarve”, a mesma foi entregue a Vila do Bispo com o projeto «Evocação das Operações do U-35 em Sagres» que assinala os 100 anos sobre as operações deste submarino da marinha imperial alemã ao largo de Sagres.

O Município de Silves, que fazia parte do grupo de nomeados da região algarvia ( com Alcoutim, Portimão e Vila do Bispo), não foi o vencedor mas ainda assim a presidente da Câmara de Silves, Rosa Palma, na cerimónia que decorreu no dia 27 de julho, no Fundão, destacou a “imensa honra” do Município de Silves ter sido nomeado “entre os Municípios nacionais com projetos que revelam excelência e saber fazer”.

Na cerimónia no Fundão, na entrega de distinções aos nomeados

O projeto nomeado – “Gestão Ambiental e Florestal da Herdade de São Bom Homem – Operação Montanha Verde e iniciativas conexas” foi desenvolvido pela Proteção Civil Municipal, em conjunto com diversas entidades parceiras, entre as quais o Zoomarine, o Exército Português e o Corpo Nacional de Escutas (através dos agrupamentos do concelho de Silves – Silves, Agr. 181; A. Pêra, Arg. 587; Algoz, 1293 e SB Messines, Agr. 1339).
Esta iniciativa permitiu a valorização e recuperação ambiental da herdade florestal de São Bom Homem propriedade do Município de Silves. Passou pela plantação de centenas de árvores em zonas que tinham sido devastadas pelo fogo durante incêndios florestais.
«Este é um espaço “charneira”, no interface periurbano da cidade Silves com a área florestal», explicou Nelson Correia, Comandante Operacional Municipal (COM Silves) e coordenador desta ação que também esteve presente na cerimónia.
«Essa compreensão de que era importante criar uma zona quase de proteção da cidade e, simultaneamente, de revitalização ambiental e de consciencialização da importância da preservação da natureza, determinou que, no final de 2016 e desde então, se fossem desenvolvendo diversas ações que permitissem a recuperação ambiental de uma área considerável, anteriormente utilizada para a deposição de detritos. Garantiu-se, ainda, a reativação do potencial produtivo nas áreas adjacentes e a materialização de uma área de contenção e retardamento à progressão dos incêndios florestais», afirmou o COM Silves.
Sobre esse trabalho em equipa com várias entidades, a presidente Rosa Palma defendeu ainda que o mesmo “permite a ampliação de resultados, já que a partilha de recursos é geradora de inovação, bem como da rentabilização de recursos, quer materiais, quer humanos e intelectuais. É muito mais fácil encontrar soluções em equipas multidisciplinares e foi precisamente o que aconteceu com este projeto».

A presidente com a equipa da Proteção Municipal

Recorde-se que o galardão “Município Português do Ano” é atribuído pela Universidade do Minho, através da sua plataforma UM-Cidades e visa reconhecer as boas práticas dos municípios portugueses, nomeadamente através de projetos que revelem impactos assinaláveis nas vilas, cidades e no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade.
A concurso, este ano, estavam projetos de 35 municípios que foram selecionados por um júri nacional.

Dos municípios do Algarve, diga-se ainda que autarquia de Silves concorreu com o já citado projeto «Gestão Ambiental e Florestal da Herdade de São Bom Homem – Operação Montanha Verde e iniciativas conexas». Alcoutim com o projeto «Festival do Contrabando – Tráfico de Artes no Guadiana», enquanto Portimão apresentou a concurso o «Start Work II – Mostra de Educação, Formação Profissional, Empreendedorismo e Emprego».

Veja Também

Obras de Centro Histórico de Silves levam a cortes de trânsito

A Câmara Municipal de Silves informa que devido aos trabalhos de escavação, ligação de ramais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *