Home / Sociedade / Educação / Projeto L.E.R Cãofiante é objeto de tese de mestrado

Projeto L.E.R Cãofiante é objeto de tese de mestrado

O projeto que tem vindo a ser desenvolvido na Biblioteca Municipal de Silves – L.E.R. Cãofiante – que diz respeito à Leitura Assistida por Animais continua a chamar a atenção, sendo já o tema de uma tese de mestrado.

Este projeto começou a ser desenvolvido no ano letivo 2013-2014, estando, este ano, a ser implementado na Escola EB 1 do Enxerim, com alunos de 2º ano. 

A tese de mestrado foi elaborado por Margarida da Silva Calado que apresentou recentemente (em janeiro de 2017) o seu trabalho sobre esta iniciativa da autarquia silvense,  que se intitulou “Motivação para a Leitura e Hábitos de Leitura num Programa de Leitura/Educação Assistida por Animais”.

A coordenação da investigação foi feita pela Professora Lourdes Mata, especialista na área da Motivação para a Leitura, que também apresentou em síntese os resultados desta tese no II Congresso Internacional de Intervenções Assistidas por Animais (que se realizou em Cascais, em outubro de 2016), numa comunicação conjunta com o Município de Silves.

Segundo informa uma nota da autarquia, “o principal objetivo da investigação de Margarida da Silva Calado era avaliar o impacto deste programa ao nível da motivação, das emoções e dos hábitos de leitura das crianças, bem como ao nível das práticas de literacia familiar, essencialmente na componente de atividades assistidas por animais, que decorriam na Biblioteca Municipal de Silves”.
Neste estudo o grupo de intervenção era composto pelos alunos das duas turmas de 1ºano que participaram no L.E.R. Cãofiante, no ano letivo 2015/16, enquanto o grupo de controlo foi composto por duas outras turmas de 1º ano que não tiveram acesso ao programa (uma de Silves e outra de Odivelas).
A nível estatístico foi observado que o grupo de intervenção registou melhorias em comparação ao grupo de controlo em diversos fatores, nomeadamente ao nível do prazer da leitura, do valor e importância atribuídos à leitura, e do tempo dedicado à leitura de histórias em família, sendo que estas diferenças entre os grupos foram estatisticamente significativas.
A investigadora salienta, no seu trabalho, a boa relação existente entre todos os participantes no projeto, incluindo os dois cães – o MoMo e a Pipa -, bem como a satisfação gerada pelo projeto.

De referir ainda que as técnicas da Câmara Municipal que se encontram a desenvolver este projeto serão formadoras numa iniciativa da Associação Portuguesa de Bibliotecários e Arquivistas BAD, que terá lugar a 25 de maio, das 10h às 17h, no Instituto Camões, em Lisboa. Este seminário dirigido a profissionais das bibliotecas versará a “Leitura Assistida por Animais” nestes espaços.

 

Veja Também

Município de Silves tem Orçamento de 47,7 milhões de euros

Juntamente com os documentos técnicos do Orçamento e Grandes Opções do Plano da Câmara Municipal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *