Home / Sociedade / História & Património / Num dia de “antigamente” quando as paredes de Silves, Messines, Tunes e Algoz falaram

Num dia de “antigamente” quando as paredes de Silves, Messines, Tunes e Algoz falaram

No dia 2 de abril de 1965, muitas paredes de Silves, S. Bartolomeu de Messines, Tunes e Algoz foram o palco da revolta de jovens revolucionários que protestavam contra a miséria e Salazar.
Um leitor fez-nos chegar o documento que o Posto da PIDE de Portimão enviou depois para a Secção Central, dando conta desses acontecimentos.

Na altura em que se comemora o 43º aniversário do 25 de abril de 1974, a par do programa de comemorações, publicamos também a memória de outros tempos feitos de miséria, repressão, fome, guerra, privação da liberdade, vigilância e perseguição de cidadãos com base em suspeitas sobre as suas ideias e ideais.
( Nota: O documento é transcrito tal qual o original, respeitando a grafia utilizada.)

«EXTRACTO
CONFIDENCIAL
92/65
SECÇÃO CENTRAL
Excelentíssimo Senhor

De harmonia com o determinado superiormente, cumpre-me levar ao conhecimento de V. Exa.ª o seguinte:-
Cerca das 2.00 horas da madrugada do dia 2 de corrente, foram escritas a tinta encarnada na vedação da Escola Técnica de Silves, a seguinte frase.-
“LIBERDADE AOS ESTUDANTES PRESOS”
À saída de Silves, em direcção a Messines foram escritas as seguintes:-
“BASTA DE MISÉRIA”
“FORA SALAZAR”
Cerca das 3.00 horas, em São Bartolomeu de Messines foram escritas as seguintes frases:-
“BASTA DE MISÉRIA”
“FORA A P.I.D.E.”
“QUEREMOS A LIBERDADE” e
“ABAIXO SALAZAR”
Cerca das 3.30 horas, em Tunes, escreveram as seguintes frases:-
“BASTA DE MISÉRIA”
“ABAIXO SALAZAR”
No Algoz foram escritas ainda as seguintes frases:-
“BASTA DE MISÉRIA”
“FORA A P.I.D.E” e
“QUEREMOS PÃO”.

Todas estas frases com excepção das do Algoz, foram apagadas ainda de madrugada, não estando visíveis já de manhã.
Quanto às do Algoz, o respectivo Presidente da Junta de Freguesia ANTÓNIO NUNES CARNEIRO, elemento desafecto há muito referenciado, esteve a le-las de manhã, não tomando quaisquer previdências para que as mesmas fossem inutilizadas, seguindo para o seu emprego como se nada de anormal houvesse.
Junto da Escola Técnica de Silves foram ainda espalhados alguns panfletos iguais aos que junto.
Pelas averiguações efectuadas tudo indica que estes dísticos tenham sido feitos por 4 indivíduos que se deslocam num carro preto, género arrastadeira e bastante usado, com os números 13-49 e que foi visto de madrugada em alguns dos locais indicados.
Como porém nesta zona não existe qualquer carro com aquelas características, tudo parece indicar que veio de outra região a fim de aqui desempenhar tal tarefa.
A BEM DA NAÇÃO
Portimão, Posto de Vigilância da PIDE, 3 de Abril de 1965
Ao Excelentíssimo Senhor Director da PIDE
LISBOA»

Veja Também

Festas de Verão em São Marcos da Serra

Nos dias 14 e 15 de agosto realizam-se, em São Marcos da Serra, as Festas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *