Home / Sociedade / Cultura / Margarida Gomes expõe presépios de Natal na Biblioteca Municipal de Silves

Margarida Gomes expõe presépios de Natal na Biblioteca Municipal de Silves

Margarida Gomes expõe em Silves, na Biblioteca Municipal, no âmbito do programa “Talentos na Comunidade” a Exposição “Jardim de Natal: o paraíso fez-se Natal”.presepio-algarvio-2
A exposição apresenta um vasto conjunto de presépios, com as mais diferentes características, que Margarida Gomes tem vindo a criar ao longo do seu percurso enquanto artesã, com destaque para os originais “presépios algarvios”.presepio-algarvio-1

A exposição abriu ao público no dia 6 de dezembro, às 16h, e a inauguração oficial será  no dia 10 de dezembro, às 16h. Estará exposta até ao dia 6 de janeiro.

«Percorrer a já vasta obra da Artista Margarida Gomes é ao mesmo tempo testemunhar de uma enorme cumplicidade e de uma ligação ao barro de eterno enamoramento. Só dessa forma, tão genuína, poderiam resultar peças e trabalhos tão diferentes, entre si. (…) Transmitir tamanha sensibilidade, alegria e um imaginário de sonho que atravessa toda a obra, e a todos toca, representa uma infinita capacidade de construir Mundo atrás de Mundo, e acima de tudo, revela a enorme generosidade de alguém que optou por partilhar com o outro o melhor da sua essência. Viajemos por esses Mundos de perto, num percurso de prazer e exultação da beleza!
(…) Mundos povoados da memória colectiva e da herança cultural algarvias, onde se destacam, entre outras, as iguarias regionais (figos, laranjas, amêndoas), até à presença de espécies animais autóctones, como a cabra algarvia, a pretexto do tema do Nascimento.
Mundos em que urge despertar os sentidos. Sente-se o cheiro da maresia algarvia, o toque das conchas por debaixo dos pés das vastas praias, o som tranquilizador do bater das ondas, assim como a espuma que nos envolve.
Mundos que instigam a uma vivência intensa, em perfeita harmonia e comunhão com a natureza, de cariz quase tribal, numa relação que exige a presença do verbo Sentir, de forma desprendida e quase alienada.
Mundos de Beijos! E o que dizer dos Abraços que envolvem e consertam, ou não fossem os Afectos o elemento catalisador que move o “Eu”, que é a Artista.
Mundos de fadas e encantamento, onde nem a maçã existente no Éden é fatídica. Porque continuar a Sonhar e tão primordial como Respirar!
Mundos de esoterismo, povoados por céus estrelados que giram no carrossel da quietude! Mundos de ideias que fervilham e se atropelam numa ânsia de mostrar o Belo que veio para ficar e colorir a Vida e o Pensamento. Mundos de Paz e Serenidade que todos procuramos habitar! E outros tantos Mundos ficarão por descrever e criar!
Tudo isto e muito mais, pela Artista mulher que será sempre a eterna Menina!»

Salomé Rosa

Veja Também

Herman José em Pêra

Numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Silves, Herman José será o próximo convidado da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *