Home / Concelho / Feira de Todos os Santos, em Silves, de 29 de outubro a 2 de novembro

Feira de Todos os Santos, em Silves, de 29 de outubro a 2 de novembro

A Feira de Todos os Santos em Silves ocorrerá, este ano, entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro. O evento terá lugar no Sítio do Encalhe (parque de estacionamento atrás do Castelo).feira-todos-os-santos-logo

A Feira de Todos os Santos é a feira mais antiga do Concelho, realizando-se desde o ano de 1492, depois da cidade de Silves ter sido agraciada ( em 1491) com a “Carta de Feira”, pelo rei D. João II.

Foi concebida à semelhança da feira de São Francisco, de Tavira, beneficiando de todas as isenções e com a mesma duração, de 49 dias.

Inicialmente a Feira de Silves realizava-se de 1 de setembro a 19 de outubro (véspera do dia de Santa Iria), mas em meados do século XVI passou a realizar-se de 31 de outubro a 2 de novembro. A este importante certame acorriam mercadores de todo o Algarve e Baixo Alentejo para venderem os seus produtos e o gado.

A feira ganhou grande notabilidade não só entre os silvenses, mas também entre aqueles que se deslocavam de muito longe para adquirirem os bens “para o ano”, que esperavam pela Feira para obterem aquilo que, muitas vezes, só na feira seguinte voltavam a comprar. Na feira também se comprava a “fazenda” para mandar fazer os fatos e os brincos de ouro para as filhas ou afilhadas. Deste modo, a Feira de Todos os Santos chama à cidade inúmeros visitantes e transforma-se num importante espaço de lazer, cultura e qualidade.

No que respeita à localização a Feira de Todos os Santos já se realizou em vários locais da cidade. A referência mais tardia relativa à localização da feira é de 1881, no lugar conhecido como Torrejão. Em 1886, a feira passa a realizar-se no largo junto à Ermida dos Mártires. Em 1936, é transferida para a propriedade rústica municipal denominada “Cerca”. Desde 2005 que a atual localização da tradicional Feira de Todos os Santos é no parque de estacionamento localizado a norte do Castelo e arruamentos adjacentes, perto do Cemitério.

A Feira de Todos os Santos atingiu o seu auge em 1988, tendo sido visitada por mais de cinquenta mil pessoas, desde residentes a turistas, a qual “apresentava este ano uma nova dinâmica, com um melhor arranjo sectorial das diversas atividades presentes e com grande espaço dedicado ao artesanato. Presentes também novas diversões e atractivos, prova do desenvolvimento e interesse que a Feira de Silves tem vindo a despertar, não só junto do público, como dos próprios feirantes. Oportunidade para compras de ocasião para casa ou para o trabalho, a Feira de Todos os Santos serviu também para milhares de turistas que frequentam a região, tomarem contacto com um pouco do tipicismo das tradições algarvias” como vem descrito em vários jornais da época.
Hoje em dia, a Feira de Todos os Santos tenta reinventar-se, de forma a não perder o seu lugar na memória coletiva da população, local por onde gerações de silvenses têm passado, usufruindo da mistura de produtos, gentes, sabores e cores desta Feira que não deixava ninguém indiferente nos dias em que animava o quotidiano dos silvenses e dos visitantes.

Nota: Os elementos históricos deste texto são retirados do trabalho de Vera Gonçalves, “A Feira de Todos os Santos”, publicado pelo Terra Ruiva em novembro de 2014.

Veja Também

Obras de Centro Histórico de Silves levam a cortes de trânsito

A Câmara Municipal de Silves informa que devido aos trabalhos de escavação, ligação de ramais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *