Home / Concelho / Dia do Município distingue personalidades do concelho

Dia do Município distingue personalidades do concelho

No Dia do Município, a autarquia entendeu, pela primeira vez e dando cumprimento a uma “promessa” anunciada no ano passado, distinguir várias personalidades  que muito têm contribuído para o desenvolvimento do concelho, em diversas áreas. Foram elas:

                                                                                                                                                                                                                                                                     

Algumas das personalidades distinguidas: Vítor Neto, Lisete Martins, Liliana Rodrigues, Ana Maria Mira e Celso Januário, com a presidente Rosa Palma e a vereadora Luísa Luís
Algumas das personalidades distinguidas: Vítor Neto, Lisete Martins, Liliana Rodrigues, Ana Maria Mira e Celso Januário, com a presidente Rosa Palma e a vereadora Luísa Luís

Área Social

Liliana Jacinto Rodrigues, 73 anos, Engenheira Técnica Agrícola especializada em floricultura e antiga dirigente de escutismo lançou em 1999, em Silves, o Castelo de Sonhos para lutar contra a pobreza. Prestando apoio a pessoas carenciadas, famílias, idosos, imigrantes, presos, esta associação conta hoje com mais de 8500 utentes.
Criou um Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental – CAFAP.

Área da Cultura e Património

Lisete da Conceição Neves Martins, nasceu em 1944, no Mouricão, em S. Bartolomeu de Messines. Começou o seu percurso como atriz amadora, no Grupo de Teatro dos Estabelecimentos Teófilo Fontaínhas Neto, no início dos anos 70.
De 1976 a 1980 dirige o Grupo de Teatro Infantil António Aleixo. Simultaneamente, participa no Grupo de Teatro da Associação Recreativa e Cultural da Amorosa e Grupo de Teatro “A Centelha”, de Messines.
Em 1886, funda o Grupo de Teatro da Sociedade de Instrução e Recreio de Messines, mais tarde chamado Grupo de Teatro Penedo Grande, do qual é presidente.
Em 2016 colaborou com a Companhia Al-Teatro, de Silves.
O seu trabalho no Penedo Grande é também motivo de destaque nas obras “Meio Século de Teatro no Algarve”, de Ana Cristina de Oliveira e “O Teatro na História do Algarve”, de Teodomiro Neto e em reportagens do jornal “Terra Ruiva”.

Ana Maria Mira, Fundadora da Associação de Estudos e Defesa do Património Histórico- Cultural de Silves e sua presidente; presidente e fundadora do Centro de Estudos Luso-Árabes de Silves.
Organização de estudos árabes em Portugal, colóquios, edição de livros, nomeadamente do arabista Garcia Domingues. Lançamento de revista Xarajib, do Centro de Estudos Luso-Árabes de Silves. Desenvolvimento de várias atividades em conjunto com a Universidade Aberta- CLA de Silves.

Abílio Silva, nasceu em 1939 na cidade de Silves, tendo dedicado grande parte dela à Sociedade Filarmónica Silvense. Nesta sua dedicação ocupa o cargo de Presidente há 32 anos.

Área empresarial

Vítor Cabrita Neto ( Estabelecimentos Teófilo Fontainhas Neto) , nasceu em 18 de Julho de 1943, em S. B. Messines, sendo que de Novembro de 1997 a Abril de 2002, foi Secretário de Estado do Turismo, nos XIII e XIV Governos Constitucionais, foi ainda Deputado na IX Legislatura

Atualmente é Presidente da NERA (Núcleo Empresarial da Região do Algarve) e da Comissão Organizadora da Bolsa de Turismo de Lisboa, vogal da Confederação Empresarial de Portugal e Vice-presidente da Associação Industrial Portuguesa. É ainda cônsul honorário de Itália em Faro.

Em 1989 assumiu a direcção das empresas fundadas pelo pai, Teófilo Fontainhas Neto, ligadas à distribuição alimentar, as quais modernizou e diversificou, expandindo os negócios aos sectores imobiliário, de turismo e restauração e da qual é ainda Presidente.

Em parte, a ele se deve a manutenção da firma Teófilo em Messines, fundada no ano de 1940, a primeira em contexto regional, no que toca a frutos secos, levando o nome da freguesia de S. B. de Messines e do concelho de Silves além-fronteiras.

Área da Juventude

 

Grupo Percutunes
Orquestra de Percussão “Percutunes

Orquestra de Percussão “Percutunes”, surgiu em Outubro de 2006, fruto de uma parceria entre a Associação das Comunidades de Tunes e o Agrupamento Vertical de Escolas do Algoz, que na altura tinha em curso na Escola EB 1 de Tunes uma Oficina de Percussão. Em 2009 o grupo toma forma, ganha mais consistência e atrai cada vez mais a atenção das pessoas. Surgem os primeiros temas originais, compostos pelo grupo e baseados na música tradicional portuguesa, tentando de alguma forma criar uma mistura com os ritmos da actualidade.

O grupo é presença assídua nas actividades desenvolvidas nas diferentes freguesias concelho.

 

 

Área Agrícola

Celso Januário, nasceu em Silves em 1982, é licenciado em Agronomia e inicia o seu projeto de exploração agrícola em 2012, no Monte da Jóia, o qual se distingue pelo carácter inovador.
Este projeto caracteriza-se por uma área de produção coberta na ordem dos 12000 m2, dedicada à produção de frutos vermelhos, com destaque para a framboesa, sendo o destino da produção o mercado externo do Norte da Europa.

Área Musical

José João dos Santos Águas Pontes, nascido a 7 de fevereiro de 1954, em Silves, falecido em janeiro de 2015, foi compositor, baixista e produtor musical, tendo iniciado a atividade artística em 1976.
Com a cantora Lena d’Água e o teclista Luís Pedro Fonseca, Zé da Ponte fundou, em 1980, os Salada de Fruta.
José da Ponte fundou os estúdios de gravações áudio Namouche. Como baixista colaborou com Pedro Barroso, com Jorge Palma e com António Variações, entre outros. Entrou para a Sociedade Portuguesa de Autores em 2007, tendo liderado o Comité de Apoio aos Músicos e Autores e, posteriormente, presidido o conselho fiscal.
Era considerado um músico inovador, inspirado e criativo, um grande melodista.

Veja Também

Corte de trânsito em Armação de Pêra

A Câmara Municipal de Silves informa que “devido a trabalhos de uma obra particular relacionados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *