Home / Concelho / Mais de 100 jovens resolvem problemas de Silves

Mais de 100 jovens resolvem problemas de Silves

Mais de 100 jovens estiveram presentes no 1º Flash Boot Camp de Criatividade Social do projeto FLAMINGO, que decorreu na escola de Vale de Margem, com o objetivo de “ajudar a resolver problemas sociais do Concelho de Silves mas transversais a todo o Mundo”.

Assim, após o almoço, que finalizou uma manhã de preparação física, aos jovens, divididos em clãs, foram atribuídos seis problemas sociais graves para resolver: “Falta de Teto; Sazonalidade; Isolamento; Envelhecimento da População; Acessibilidades”. Dada a característica “Flash” da atividade, cada grupo teve apenas duas horas para criar um “projeto/solução” para cada parte de problema. Em termos de impacto quantitativo, foram geradas cerca de 130 ideias para solucionar estes problemas, e cada grupo desenvolveu uma delas.
No final, e para uma plateia composta por todos os participantes e dirigentes, pela direção da APEXA (entidade promotora e gestora do projecto FLAMINGO), presidentes de Juntas de Freguesia e todos os que se interessaram, cada grupo apresentou em cinco minutos a sua ideia.

 

Em breve estarão dispoprojeto flamingo 2níveis para consulta, as ideias geradas no blog do Projeto FLAMINGO em: www.projetoflamingo.wordpress.com

 

«O Projeto FLAMINGO tem como Missão prestar apoio a Pessoas com Necessidades Especiais residentes no Concelho de Silves. Seguindo as linhas orientadoras da sua entidade promotora APEXA, pretende dar soluções a estas pessoas, que permitam a sua integração na sociedade e melhorem significativamente a sua qualidade de vida.
Após a cedência da Antiga Escola Primária de Vale de Margem à APEXA – Associação de Apoio à Pessoa Excecional do Algarve, pelo Município de Silves, tornou–se bastante claro que o município ansiava por uma resposta social urgente, e é nesse sentido que é criado o Projeto FLAMINGO.
O Público-Alvo deste projeto é toda a comunidade do concelho de Silves, uma vez que só através dela se poderá chegar às pessoas com deficiência residentes nesta área geográfica, identifica-las e sinalizar os seus problemas, bem como dar resposta assim que possível às suas dificuldades de integração na sociedade».

Para qualquer esclarecimento adicional sobre esta atividade ou outros assuntos ligados ao Projeto FLAMINGO ou à APEXA contactar: Nuno Miguel Neto; Coordenador de Projecto @ APEXA ; 910 629 341; formacaoo@apexa.org ; contact@nunomiguelneto.com .

PartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someonePin on Pinterest0

Veja Também

Conduta de esgotos em Tunes rebenta e inunda várzea

Na várzea de Tunes, junto à estrada para o Algoz, há uma espécie de esgoto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *