Home / Sociedade / Lazer / “O Algarve pelo Caleidoscópio” arranca em Alcantarilha

“O Algarve pelo Caleidoscópio” arranca em Alcantarilha

O Ciclo de Divulgação artística “O Algarve pelo Caleidoscópio”, iniciativa da Câmara Municipal de Silves que irá percorrer as freguesias do concelho, até ao final do ano, arranca esta semana em Alcantarilha.
A primeira ação deste cilco decorre no dia 26 de fevereiro, pelas 21h30, com uma atuação do Grupo Coral da Sociedade Filarmónica Silvense na Casa do Povo de Alcantarilha, Pêra e Armação de Pêra.

«Para além da componente musical, este ciclo de ações que terminará em dezembro de 2016 e se estenderá às várias freguesias do concelho, contará sempre com breves apontamentos sobre a literatura, património e gastronomia algarvios. O objetivo é poder dar a conhecer as tradições, vida e imaginário da região, em momentos animados e que permitam despertar a curiosidade dos participantes.

Haverá, ainda, uma aposta em música clássica com a Orquestra Clássica do Sul, em registos/versões muito pessoais de canções tradicionais por

Print

parte de músicos profissionais residentes na região, como Juan Camacho León (guitarra clássica), Helena Madeira (harpa) e Ricardo Martins (guitarra portuguesa). Simultaneamente, promover-se-á a participação de grupos musicais concelhios e grupos corais como o Grupo Coral Adágio (Portimão), o Grupo Coral de Ideias do Levante (Lagoa), o grupo Coral da Universidade do Algarve e de Lagos, permitindo-se, assim, que músicos e público possam alargar horizontes estético-musicais, trocar experiências e (re)descobrir outras músicas, estilos, ritmos e posturas em placo, funcionando o ciclo como um tipo de formação informal.

 

Por outro lado, este conjunto de sessões visa também e sobretudo, a descentralização cultural e dotar as freguesias de experiências neste âmbito que vão ao encontro das suas curiosidades, fazendo uma transição harmoniosa do saber das populações locais, para o conhecimento científico e/ou mais er

udito acerca do Algarve, contrariando desta forma as tendências de massificação, em detrimento das memórias e especificidades locais.

As sessões contarão, igualmente, com tradução para inglês e o público terá a oportunidade de adquirir algumas das mais importantes obras sobre a cozinha típica algarvia», informa a autarquia.

PROGRAMA DO CICLO DE DIVULGAÇÃO ARTÍSTICA “O ALGARVE PELO CALEIDOSCÓPIO”:

11 de março | 21h30 – Grupo Coral da Universidade do Algarve – Sociedade de Recreio e Instrução de S. Marcos da Serra

15 de abril | 21h30 – Juan Camacho León – Sociedade de Instrução e Recreio de S. Bartolomeu de Messines

13 de maio – Ricardo Martins – Edifício da Junta de Freguesia de Tunes

10 de junho – Helena Madeira – Centro Paroquial de Pêra

30 de Setembro – Grupo Coral Adágio – Serrano Futebol Clube – Assoc. Desportiva e Cultural

14 de outubro – Orquestra Clássica do Sul – Igreja de Alcantarilha

11 de novembro – Grupo Coral Ideias do Levante – Edifício da Junta de União de Freguesia de Algoz

9 de dezembro – Grupo Coral de Lagos – Igreja de S. Bartolomeu de Messines

PartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someonePin on Pinterest0

Veja Também

Exposição “Feira de Todos os Santos em Recortes de Jornal”

Em Silves, no edifício da Câmara, encontra-se patente, até ao final do mês de novembro, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *