Home / Economia & Emprego / Economia / A identidade da Vila

A identidade da Vila

No momento em que escrevo estas linhas, a vila de São Bartolomeu de Messines prepara-se para iniciar a sua 10ª Semana Gastronómica.
Esta Semana Gastronómica é um excelente exemplo do caminho que a vila terá de trilhar para a sua afirmação regional.
O evento tem a particularidade de, não só atrair gentes de fora da vila e do concelho que se procuram deliciar com as iguarias preparadas pelos nossos restaurantes, como também envolver as pessoas de Messines, que nesta altura, aproveitam para conhecer e provar novos pratos. Por outro lado, a Semana Gastronómica celebra os sabores mais tradicionais e únicos, permitindo aos visitantes desfrutar de um paladar único e muito próprio. Trata-se de uma experiência interessante para quem não conhece a vila e é um excelente cartão de visita para os que passam por aqui.
A Semana Gastronómica é também particular pela sua longevidade e contínua renovação. O facto de ir na sua 10º edição seria por si próprio meritório, se não fosse igualmente impressionante o facto de se ter continuamente reinventado e aprimorado ao longo do tempo. É muito comum neste tipo de eventos prender-se à formula feita e provada, mas todos os anos algo novo surge e assim se mantém o interesse no público alvo. Mais ainda, trata-se de um evento que não seria possível sem a dedicação e colaboração dos restaurantes aderentes, que alteram as suas ementas de forma a providenciar uma experiência nova. Igualmente meritório foi o trabalho de divulgação na mesma junto dos órgãos de comunicação social regionais.

Estes eventos, diferenciados e únicos, contribuem para a identidade da vila e promovem a mesma no Algarve. É curioso que, quando refiro o nome da Vila de São Bartolomeu de Messines fora do concelho, seja por vezes presenteado com uma referência à Semana Gastronómica, a uma ida a um jogo da União Desportiva Messinense ou ainda aos eventos de ciclismo da Extremo Sul ou outros eventos da Casa do Povo e da Sociedade de Instrução Messinense. Isto demonstra que estes eventos cumprem o seu papel e são associados à vila, o que é uma extraordinária prova da necessidade destes eventos para a afirmação da vila. As associações e entidades que promovem e organizam estes eventos estão de parabéns.

Serão estes eventos suficientes para atrair mais pessoas e recuperar o fulgor que a vila viveu? Óbvio que não, mas são uma enorme pedra de toque para desenvolver e são de incentivar. Fazem parte da identidade cultural da vila e das suas gentes. Os messinenses são poetas, escritores e artistas e é bom verificar que a vila tem uma vida cultural notável para o tamanho da mesma.

As gentes de Messines são empreendedoras, no sentido literal da palavra. E isso dá-me esperança para o próximo ano.
Tenham um Feliz Natal e um Bom Ano Novo.

PartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someonePin on Pinterest0

Veja Também

Algarve alcança novos recordes

Os resultados preliminares da atividade turística para conjunto do ano de 2017,  divulgados pelo Instituto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *